sexta-feira, 27 de novembro de 2009





Há algo de estranho na minha fé, ou descrença, há algo estranho. Só aumenta quando estou mal, quando esgoto a mim e minhas possibilidades. Quando não tenho o que fazer, quando fiquei triste porque é noite, e noite agora me cansa.
Há algo lindo nessa fé, tenho fé sim, amor é fé. sim, tem uma coisa linda na minha descrença, ela não pode ser total. E seria, se eu não tivesse lido as palavras do Cristo, se eu não captasse o som delas ditas por ele, com amor.

2 comentários:

Mirse Maria disse...

Quando a fé se faz estranha, é essa a verdadeira fé!

A filosofia de Cristo é tudo, e ele vem atravez dessas "estranhezas!

Linda postagem!

Beijos

Mirse

Marcelo Novaes disse...

Wellington,






Vc não tem incredulidade nenhuma. Vc só não engole "o pacote pronto de todas as palavras ditas como tendo de compor um só conjunto". Mas, tenho certeza, que não tem dificuldade nenhuma de aceitar o Sermão da Montanha, ou a esmagadora maioria das parábolas de Cristo. Senão todas.



Bom..., um cara assim tem fé.






Abração,









Marcelo.