segunda-feira, 8 de março de 2010

FILMES

VIVA "DEUS E O DIABO NA TERRA DO SOL", UMA OBRA DE ARTE, UM FILME ACIMA DE TODOS OS QUE VI. NÃO VEJO FILME, NÃO ENTENDO NADA DE CINEMA, MAS SEI, SINTO O QUE É ARTE, O QUE FAZ UMA OBRA SER ACIMA DO CONVENCIONAL.
QUANDO VI O FILME, ACHEI LINDO, FORTEMENTE BELO, E SÓ ANOS MAIS TARDE ENCONTRARIA A EXPRESSÃO QUE DEFINIRIA O QUE SENTIA E SINTO AO REVER O FILME. NÃO ENCONTREI EM MIM, FOI CAETANO QUEM CUNHOU A EXPRESSÃO QUE AMO E ACOLHO COMO MEU SENTIMENTO PELO FILME. "BELEZA SELVAGEM", ESSA FORMA DE DIZER E LER MEUS SENTIMENTOS PELAS COISAS, FAZ DE CAÊ, UM HOMEM AMADO POR MIM. LI JOÃO CABRAL POR TER VISTO CAETANO ELOGIAR O POETA, O FILME VI ANTES E ME APAIXONEI, MAS FOI CAETANO O REVELADOR DOS MOTIVOS DA MINHA PAIXÃO.
TENHO UM RELAÇÃO ESTRANHA COM O CINEMA, QUASE NÃO VI FILMES, MAS OS QUE VI, TIRANDO AS CRETINICES AMADAS POR MIM, COMO "RAMBO", "DURO DE MATAR", FILMES EM QUE PARA SALVAR UMA PESSOA O CARA DESTRÓI QUINZE CIDADES, MATA DOIS MILHÕES DE PESSOAS, TRANSGRIDE A LEI, OS CÓDIGOS PENAIS E CIVIS, E AINDA SE CONSIDERA UM INJUSTIÇADO, TIRANDO ESSES FILMES, EU POSSO PASSAR POR CONHECEDOR DE CINEMA, SE O PAPO NÃO SE APROFUNDAR. MAS ISSO NÃO É FALSO TOTALMENTE, REALMENTE AMEI OS GRANDES FILMES QUE VI. O DE GLAUBER É A EXPRESSÃO MAIOR DESSE GOSTAR, MAS FAÇO UMA LISTA DE FILMES QUE ASSISTIRIA TANTAS VEZES QUANTO PUDESSE, SÃO ELES:
"AMACORD", QUE É CÔMICO A PONTO DE LEVAR ÀS LÁGRIMAS, 'LADRÃO DE BICICLETA", QUE É DE UMA PUGÊNCIA QUE FAZ O SOFRIMENTO REAL, HUMANO, NOSSO, SER TOLICE. EU SUPORTARIA MUITA COISA DOLOROSA, MAS AQUELE PAI, AQUELE SOFRIMENTO DE PAI, TALVEZ NÃO. "CIDADÃO KANE", QUE NÃO É O MELHOR DE TODOS, MAS SEGURAMENTE UM DOS MELHORES. AMO A PALAVRA ROSEBUD, IDENTIFICO NELA TODA A GRACIOSIDADE DO QUE QUER DIZER NO FILME. "JANELA INDISCRETA" COMO REPRESENTATIVO DO HITCHCOCK, QUE PRENDIA A ATENÇÃO NÃO SÓ PELO SUSPENSE, MAS POR DIÁLOGOS INTELECTUALIZADOS E SARCÁSTICOS, VIDE "FESTIM DIABÓLICO" E O JÁ CITADO ACIMA. "OTELO", COM ORSON WELLS, QUE PROVA QUE É POSSÍVEL RETOCAR UMA OBRA DE ARTE, AINDA QUE SEJA UM TEXTO DE SHAKESPEARE, MAS NÃO COM OS ELEMENTOS QUE TINHAM, COM ENCANTAMENTOS VISUAIS, QUE RESALTEM UM PONTO DE VISTA SOBRE UMA COISA INFINITA. WELLS SABIA QUE NÃO PODIA ABRANGER SHAKESPEARE, ENTÃO TENTOU(E CONSEGUIU) VER DE UMA SÓ MIRADO O GÊNIO DO BARDO, ENTÃO POR ISSO, MAS PARA NÃO SER INJUSTO COM WELLS, E OUTRAS COISAS, SOBRETUDO A FOTOGRAFIA DESLUMBRANTE, QUE SÓ COMPARO A DE "DEUS E O DIABO...", COM VANTAGENS PARA ESTE ÚLTIMO, MAS NÃO POR QUALIDADE SÓ, ARTISTICA, MAS POR SER MAIS MINHA PAISAGEM, E POR TER VISTO DE PERTO, NÃO EM PELÍCULA, O QUE EXALTO.
"HAMLET", DO KENNETH BRANNAGH, QUE EMBORA COM O FIGURINO BREGA, COM UMA FOTOGRAFIA BREGA (EXISTE ISSO?), E COM UM MODO DE VER A OBRA DE SHAKESPEARE, MUITO PARTICULAR, NO SENTIDO DE INTERPRETAÇÕES PESSOAIS DESCABIDAS, QUE NÃO NOS CHEGAM QUANDO DA LEITURA DO LIVRO, TEM O DIRETOR E ATOR, QUE SENDO O MELHOR, O MAIS APTO A INTERPRETAR E DIRIGIR UM FILME BASEADO EM SHAKESPEARE. "OS DEZ MANDAMENTOS", COLOSSAL, GENIAL, QUE ME FEZ LER O PENTATEUCO E ACREDITAR NAQUELE DEUS MALVADO, FOI UM MOMENTO ESTRANHO EM MINHA VIDA, POR ACREDITAR, INFLUÊNCIADO POR UM CECIL B. DE MILE, QUE JAVÉ EXISTIU, QUE ERA DEUS. NÃO GOSTO DE JAVÉ, NÃO SIGO ASSASSINOS, MAS EM HOMENAGEM A CENA DA ABERTURA DO MAR VERMELHO, A GENIAL CENA, E A MINHA FÉ CEGA E BURRA, MAS INOCENTE, COLOCO ELE NA MINHA RESTRITA LISTA. "MY FAIR LADY", "O PICOLINO", "CANTANDO NA CHUVA", COMO REPRESENTANTES DOS MUSICAIS QUE FIZERAM O QUE SÓ MICHAEL JACKSON FEZ, DESPERTARAM EM MIM UM AMOR INTENSO PELA CULTURA AMERICANA, QUE CONSIDERO A MAIS MEDÍOCRE DO UNIVERSO, EMBORA AME OS AMERICANOS ENQUANTO ORGANIZAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA, COISA ESTRANHA, POIS AQUI SE FALA MAL DELES NO QUE ELES SÃO BONS, E NÃO O SEGUEM, E SE COPIA O MODO DE FALAR E VESTIR DELES. "TERRA EM TRANSE", OUTRA OBRA-PRIMA DE GLAUBER, PROFÉTICA, FANTÁSTICA. LULA ESTÁ LÁ, COM SEUS QUARENTA MIL LADRÕES, SUA DEMAGOGIA DE SANTO NORDESTINO, SEU ODIENTO MESSIANISMO, QUE VAI FAZER DO BRASIL UM PAÍS PIOR DO QUE PODERIA SER POR MAIS TRINTA ANOS. DESTACO A PARTE EM QUE O JORNALISTA PEDE PARA QUE O "O POVO" FALE E DEPOIS TAPA A BOCA DO SUJEITO QUE REPRESENTA O POVO, DIZENDO: "ISSO QUE É O POVO, UM DESPOLITIZADO, UM ANALFABETO", LULA TEM 80% DE APROVAVAÇÃO POPULAR, JESUS NAÕ TEM TANTO, GLAUBER ACERTOU.
BOM, TERMINO AQUI, VI MAIS FILMES BONS, MAS SE NÃO ME VIERAM Á CABEÇA COMO ESTES É POR NÃO ME DIZEREM TANTO.

2 comentários:

Moacy Cirne disse...

Uma belíssima lista de filmes, meu caro. Com exceção de 'Os dez mandamentos', admiro todos eles, embora - no caso de Fellini - prefira outros a 'Amarcord', que também me agrada muito.

Um grande abraço.
Ah, sim,
Mirse é botafoguense;
ela quis apenas ser gentil comigo,
provavelmente por saber que tenho carinho por seu Botafogo (tenho uma filha que é alvinegra, e quando o time de Gen. Severiano estava na segunda divisão, várias vezes fui ao Caio Martins com ela para dar força ao Bota). Qualquer dia, republico no Balaio um texto onde detaco a grandeza de Flu, Bota, Vasco e Fla no cenário carioca.
Outro abraço.

Mirse Maria disse...

Well,

Que linda postagem! Quantos filmes maravilhosos você destacou.

Sempre que leio um livro [primeiro] vejo se farão o filme. Normalmente o livro supera o filme. Mas você articulou as imagens e cenas dos melhores.

Admiro Glauber e outros diretores e cineastas brasileiros, devido aos poucos recursos que tem. Ao precário patrocínio etc...

Existe muito mais luz no fim do túnel da cultura como um todo!

Parabéns, POETA!

Beijos

Mirse

P.S. Moacy e eu nos saudamos mutuamente. Você sabe que do Botafogo sou torcedora, por ser um time menor, que ninguém dá valor.
Torci e torço pelo Vasco, pelo Fluminense, e às vezes pelo Flamengo.

Mas meu time é o BRASIL.

Beijos

Mirse