sábado, 4 de abril de 2009

CRISTO PARA MEU FILHO



-PAÍNHO, TEVE ARCA DE NOÉ?

-PERAÍ, DEIXA PAÍNHO TERMINAR AQUI QUE TE EXPLICO.

-PRONTO.

-TEVE ARCA DE NOÉ?

-NÃO, NÃO TEVE.

-MAS TU É BURRO! TEVE SIM, A PROFESSORA DISSE (ELE ESTUDA EM COLÉGIO EVANGÉLICO). TU NÃO DISSE QUE SABE TUDO?! TU É UM ZÉ ROELA!

DEIXA A PROFESSORA DELE CONTAR AS ABOBRINHAS DELA, DEPOIS DIGO A VERDADE.

-FILHOTE, VAMOS FALAR DE JESUS.

-BORA.

-JESUS QUANDO ERA PIRRALHO, ASSIM COMO TU...

-PAÍNHO, NUM FALA ASSIM DELE NÃO. (À MANEIRA COMO ELE FALOU, COMO QUE SENTINDO DOR POR ACHAR QUE EU NÃO RESPEITAVA JESUS, NÃO DÁ DESCREVER)

-FILHOTE, PAÍNHO AMA JESUS, FALEI DE UM JEITO CARINHOSO, EU NÃO TE AMO E DIGO QUE VOCÊ É CHATO, E VOCÊ NÃO SABE QUE ESTOU BRINCANDO?

ELE SE CALOU, ACHO QUE ENTENDEU. SIGO:

-JESUS ERA CARPINTEIRO...

-O QUÊ?

-TRABALHAVA COM SEU PAI, E CHEGADA A IDADE COMEÇOU A PREGAR O EVANGELHO, COM SEUS DISCÍPULOS...

-O QUÊ?

-PAÍNHO, VÊ SÓ, JESUS FALOU SOBRE MUITAS COISAS, MAS A COISA MAIS IMPORTANTE NELE É QUE ELE GOSTAVA DE TODO MUNDO E...

-ATÉ DE GENTE MAL? (O MENINO É MEU FILHO MESMO, ATÉ NOS DESLIZES GRAMATICAIS)

-É FILHOTE (NÃO O CHAMO MUITAS VEZES ASSIM, O CHAMO DE PITOCUDO, PILANTRINHA, TARADINHO, CANALHINHA, ZÉ ROELA, CARNIÇA, BICHO FEIO, MAS ONTEM SÓ CHAMEI ELE ASSIM) JESUS GOSTAVA DE TODO MUNDO FEITO EU GOSTO DE VOCÊ.

-CLARO , BESTALHADO, ELE ERA PAI DE TODO MUNDO.

-ERA, E...

-PAÍNHO, MATARAM ELE, NUM FOI?

-FOI, FILHOTE.

JÁ ANGUSTIADO POR NÃO TER CONSEGUIDO DIZER NADA SOBRE JESUS A MEU FILHO, TENTEI A MEU MODO DIZER QUEM ERA ELE.

-FILHOTE, ELE ANDAVA EM CIMA DA ÁGUA.

-EITA.

-FILHOTE, ESCUTA AGORA, JESUS DISSE: AMAI-VOS UNS AOS OUTROS COMO EU VOS AMEI. SABE O QUE ELE QUIS DIZER?

-HUM, HUM.

-QUE VOCÊ TEM DE RESPEITAR O SEU AMIGO, NÃO BATER NELE, AJUDAR ELE, NÃO RIR DELE, NEM COLOCAR APELIDOS. NUNCA ACHAR QUE É MELHOR NEM PIOR QUE NINGUÉM, RESPEITAR AS OPINIÕES DOS OUTROS. NÃO PRECISA AMAR OS OUTROS COMO VOCÊ ME AMA, COMO AMA SUA MÃE, MAS PRECISA QUERER PARA OS OUTROS O QUE QUER PARA SI. VOCÊ GOSTA DE APANHAR?

-TU É DOIDO É?

-ENTÃO NÃO BATA

VOCÊ GOSTA QUANDO RIEM DE VOCÊ?

-NÃO.

-ENTÃO NÃO RIA DOS OUTROS.

-PAÍNHO JESUS É VELHO? ELE TEM UNS 100 ANOS?

-NÃO FILHO, ELE NÃO TEM IDADE, E ELE TÁ VENDO AGENTE AQUI. VOCÊ FALAR COM ELE?

-COMO?

-QUER?

-QUERO.

REZAMOS UM PAI NOSSO, FOMOS DORMIR, ELE ME ABRAÇOU E ME DEU DOIS BEIJOS NAS COSTAS.

3 comentários:

Mirse disse...

Nunca imaginei que tão cedo, fosse ler muito mais que uma oração. A inocência de uma criança linda, que deposita no pai toda admiração e confiança, de onde vem a intimidade mais bela que já vi. "Painho, Tu é doido, é?"
Ele tanto atrapalhou, como é hábito nas crianças , que enrolou o pai e o suplantou, com suas verdades, que nós já esquecemos.
Por fim, a belíssima apresentação do pai, ao filho, através da prece. Ali, juntos...o pai sabendo muito e querendo dizer mais, e o Pai de todos nós, desfez o nó e refez o abraço, trazendo a Paz do sono de dois anjos que o clamaram!!!

LINDO, WELLINGTON.
Nunca li nada igual. O coadjuvante Luisinho, fez a diferença!
E se eu pudesse faria e traria milhares de família a este belíssimo texto.

Parabéns! Amor e carinho já são raros, diálogo desse quilate, é o lacar, a substância que prepara o terreno para a formação da ostra e posteriormente da pérola.

Voces dois são realmente lindos!

Parabéns, Wellington!
Sei que não esquece detalhes, e sei também que está se habituando a me ver chorar no alvorecer.

Beijos amigo querido!

Mirse

Moacy Cirne disse...

Muito legal, cara. Estou pensando em fazer um Cristo bastante humano n'O Livro dos Livros; será bastante diferente do Senhor das Alturas.

Marcelo Novaes disse...

Wellington,



Vc passou uma bela visão de Cristo para o Pitocudo. Maravilha!







Abração,








Marcelo.